Atividades

Parte Analítica


A análise de uma amostra com objetivo de quantificação de um ou mais ativos, como por exemplo, pesticidas e seus metabólitos, segue uma sequência de atividades básica, que consiste no recebimento e identificação da amostra, para depois esta amostra passar por um processo de homogeneização (se necessário), em seguida esta amostra vai para uma etapa de extração, acompanhada de uma etapa de limpeza (se necessário), para finalmente o extrato obtido ser injetado em um instrumento (por exemplo, um cromatógrafo) para a detecção e quantificação do composto de interesse, e emissão de laudo ou relatório contendo estas informações. Durante esta sequência, há uma série de atividades a serem conduzidas e decisões a serem tomadas, de tal forma que o resultado apresentado no final seja confiável e robusto. Estas decisões são baseadas em uma série de fatores, tais como o tipo e quantidade de amostra, a disponibilidade de reagentes e equipamentos do laboratório, a experiência do corpo técnico, as normas e legislações que devem ser seguidas, o prazo de entrega dos resultados, entre outros. A HeadSpace possui experiência e conhecimento para atender demandas técnicas que surgem durante estas etapas, com foco nas análises de resíduos em amostras vegetais e ambientais, com detecção e quantificação utilizando cromatógrafos (líquido e gasoso) acoplados a um espectrômetro de massas. Destacam-se as seguintes atividades:

  • Otimização da etapa de extração de amostra, com objetivo de aumentar a porcentagem de recuperação dos compostos de interesse;
  • Desenvolvimento de etapa de limpeza (clean up) de amostras, para redução de interferentes;
  • Seleção de material, equipamentos e ajuste de parâmetros cromatográficos e de espectrometria de massas para uma melhor detecção e quantificação;
  • Capacitação em desenvolvimento e validação de métodos analíticos;
  • Treinamentos remotos ou internos dos tópicos apresentados acima.

Documentação / Normas / Legislação


A área de atividade do laboratório analítico define o tipo de documentação, registros de dados, normas ou legislação que o mesmo deve seguir para que seus resultados sejam aceitos. Embora o conceito (por exemplo, todos os dados pertinentes da análise estudo devem ser registrados) ou a norma seja a mesma para qualquer laboratório, a interpretação e a forma de se adequar a tais critérios varia em cada um, o que resulta em diferentes pontos de vista para um mesmo tema. A HeadSpace possui experiência em diferentes normas e regulamentações para prestar assessoria na apresentação, treinamento e implementação na rotina de um laboratório analítico, conforme apresentado abaixo:

  • ISO/IEC 17025:2005;
  • Boas Práticas de Laboratório (BPL) / Good Laboratory Practices (GLP), e normas técnicas do INMETRO (NIT – Dicla) relacionadas;
  • RDC nº 04 (ANVISA);
  • ICH Quality Guideline Q2 – Analytical Validation.
Além de treinamentos, a HeadSpace presta o serviço de revisão técnica em dados brutos de análises, elaboração de relatórios analíticos e relatórios finais de estudo, garantindo a confidencialidade de todos os dados recebidos e gerados.